puressentiel-illustration-huile-essentielle-eucalytpus-radie

Eucalipto radiata

Eucalyptus radiata

Árvore originária da Austrália cujo tronco cinzento azulado pode atingir trinta metros, o eucalipto radiata (Eucalyptus radiata) pertence à família das mirtáceas.

  • Banho

  • Aplicação cutânea

  • Via oral

  • Via respiratória

O óleo essencial de eucalipto radiata é bem tolerado mas, no caso de crianças, é obrigatório diluí-lo a 50% com um óleo vegetal.

NÃO UTILIZAR Em mulheres grávidas ou em período de amamentação, crianças antes dos 7 anos, pessoas epiléticas ou com antecedentes de convulsões, pessoas alérgicas a um dos componentes (geranial, limoneno, linalol, neral), asmáticos sem o parecer de um alergologista, em caso de tratamentos de mais do que alguns dias (pílula, anticoagulantes, quimioterapia...).

Febre
Tome três a quatro vezes por dia 2 gotas de óleo essencial de eucalipto radiata num comprimido neutro e deixe-o derreter na boca. Deite 10 gotas de óleo essencial de eucalipto radiata numa colher de base neutra. Misture na água do banho.

Gripe
Deite algumas gotas de óleo essencial de eucalipto radiata num lenço ou num recipiente com água muito quente. Respire durante 10 minutos para prevenir a gripe. 3 gotas de OE de eucalipto globulus. 3 gotas de OE de ravintsara.

Aplique no tórax, duas a três vezes por dia durante uma semana. (Não é adequado a crianças com menos de sete anos.)

puressentiel-eucalytpus-radie

Um invólucro fechado dissimula os estames das flores que saem quando crescem, o que lhe valeu o nome grego (eu « bem », kaluptos « coberto »). As folhas contêm glândulas de óleo e podem captar a energia do sol em cada uma das faces, o que permite que segreguem um néctar abundante.

« A árvore da febre », que possui a propriedade rara de sanear o seu meio ambiente, foi descoberta na Austrália em 1792 pelo naturalista francês Julien Houtou de La Billardière, que acompanhava La Pérouse e escreveu o relato da expedição. Os aborígenes usavam as suas folhas para sarar feridas e estados febris. A sua introdução na Europa data de 1856, época do início da sua produção comercial no estado australiano de Victoria. Absorvendo grandes quantidades de água e libertando exalações fortemente anti-infecciosas, o eucalipto foi utilizado para secar e sanear regiões  pantanosas infestadas pela malária, tendo por isso ganho o nome de Eucalyptus salubris.

HERBÁRIO AROMÁTICO E RECEITAS

Todas as plantas de A para Z como usar óleos com muitas dicas e receitas.

Descobrir

Eu aceito

Ao continuar sua visita a este site, você aceita o uso de Cookies para oferecer anúncios adaptados aos seus interesses, para obter estatísticas de navegação e para facilitar o compartilhamento de informações nas redes sociais. Para saber mais e configurar cookies, clique aqui

Este site destina-se principalmente a ser recebido em território francês, o site, seu uso, bem como todo o conteúdo disponível no site, são regidos pela lei francesa. A acessibilidade do site em qualquer outro país não pode ter o efeito de enviar a informação apresentada no site à legislação específica de cada país (CGU).